Buscar

Vantagens de adotar o reconhecimento facial no controle de acesso!

O reconhecimento facial é uma realidade na segurança pública e privada. Tecnologias que identificam a pessoa a partir das características únicas de seu rosto já comprovaram ser um eficiente método de particularização dos cidadãos, que aos poucos ganha os dispositivos de controle de acesso.


A bem da verdade, os recursos biométricos não são uma novidade entre os controladores. No entanto, até há pouco tempo, essa tecnologia se resumia às impressões digitais, que também são características biométricas consistentes e eficientes. Entretanto, algumas novas necessidades surgiram, das quais o reconhecimento facial parece dar mais conta.


Vantagens do reconhecimento facial no controle de acesso


Confira cinco vantagens da adoção desta ferramenta no dia a dia do controle de acesso de condomínios e outros ambientes privados:

  1. Rapidez – O reconhecimento facial falha menos. Como a identificação é baseada em centenas de pontos únicos (conhecidos como pontos nodais), a área de exploração dos leitores é maior e a identificação vem se mostrando mais precisa. A mera aproximação do cidadão permite que a permissão seja franqueada ou não, ainda que ligeiras alterações na aparência tenham sido percebidas desde o último acesso – como barba, corte de cabelo, uso de óculos e até de máscaras faciais – item que passou a fazer parte da nossa rotina e que nos leva à próxima vantagem.

  2. Ausência de contato físico – A pandemia de coronavírus exigiu das pessoas um distanciamento social que nunca esteve incorporado na nossa rotina, e que do dia para a noite se tornou uma obsessão. Quase todos os dispositivos de controle de acesso incluem algum nível de contato, e o reconhecimento facial dispensa essa obrigação. Basta a aproximação e pronto!

  3. Maior particularização – Com exceção dos gêmeos idênticos, os rostos são únicos – por isso são consideradas informações biométricas. A possibilidade de fraude utilizando essa tecnologia é praticamente nula – razão pela qual a adoção do reconhecimento facial vem crescendo a cada ano. As informações recolhidas no rosto no cadastro dos usuários são armazenadas de maneira criptografada, garantindo a privacidade de todos os envolvidos. Já a identificação é feita por meio da chamada “detecção de rosto vivo”, que possibilita ainda mais fidedignidade e evita fraudes.

  4. Integração entre dispositivos – Hoje em dia, a maioria dos dispositivos de controle de acesso (catracas, cancelas, clausuras, portas, portões, torniquetes) está preparada para ser integrada a tecnologias de identificação por reconhecimento facial, dispensando a substituição de todos os instrumentos quando da adoção desta ferramenta.

Com tantas vantagens, o reconhecimento facial se mostra uma tendência que veio para ficar, garantindo precisão e segurança em ambientes cada vez mais adeptos da revolução tecnológica.

https://www.conectaltda.com.br/

9 visualizações0 comentário