Buscar

5 vantagens do controle de ponto em sua empresa!

O controle de ponto é uma premissa básica no ambiente de trabalho que preza pelo cumprimento dos direitos e deveres de empregados e empregadores. Por meio desse instrumento, além de conferir se todos os colaboradores cumprem suas jornadas, é possível verificar horas faltantes ou extras e determinar mudanças de estratégia com foco no aumento da performance da empresa, da qualidade de vida do time de profissionais e até das finanças da organização. Neste post, abordaremos cinco vantagens do controle de ponto e de um de seus dispositivos mais conhecidos – o relógio de ponto eletrônico.


1- Segurança para patrões e empregados


Ao contrário que muitos pensam, o controle de jornadas não é um instrumento de fiscalização ostensiva dos horários de entrada e saída dos colaboradores.

Estamos falando do único modelo eficaz na verificação de um dos compromissos mais básicos da relação de trabalho, que é o horário em que o profissional está à disposição da empresa – e a remuneração que ele perceberá ao final do mês diante deste cumprimento.

O controle de ponto traz, portanto, segurança para os procedimentos. O profissional se sente mais engajado a trabalhar em um lugar que demonstre preocupação com seus direitos, sobretudo aqueles que precisam fazer horas extras ou trabalham em horários não-convencionais.

A ausência de algum tipo de controle, ainda que manual, pode abrir espaço para uma permissividade indesejada no ambiente de trabalho, que resulta em faltas, atrasos e até desobrigação quanto a metas e atribuições.


2- Agilidade para o Departamento Pessoal


O setor de Recursos Humanos só tem a ganhar com a adoção de um sistema de controle de ponto – uma vez que as informações alimentadas pelos próprios profissionais adiantarão um bom caminho na elaboração da folha de pagamento.

A opção por um sistema eletrônico e digital se faz ainda mais acertada, uma vez que todas essas informações serão geradas de maneira automatizada, com reduzida necessidade de intermediação humana do Departamento Pessoal.

O RH de uma empresa tem cada vez mais ocupações, e livrá-lo do controle e cálculo manuais dos trabalhadores é um investimento importante.

Poucos dias antes do fechamento da folha, caberá ao RH apenas emitir os relatórios compostos por dados do relógio e por cálculos do software de controle de ponto. E pronto! A folha está praticamente lançada, restando apenas os eventos extraordinários (faltas e afastamentos, por exemplo).


3- Sistema livre de fraudes


Na história do controle de pontos, o personagem mais antigo é sem dúvidas o livro de ponto: um caderno com o nome de todos os profissionais, preenchido manualmente todos os dias.

O histórico de fraudes nesse sistema é vasto, bem como o de questionamentos de natureza trabalhista.

O mesmo vale para o relógio cartográfico, que embora mais “evoluído”, também permite que outros colegas registrem por um colaborador ausente ou atrasado.

Os controles de ponto compostos por relógios de ponto eletrônicos e digitais reduzem a zero as chances de fraude, porque os métodos de identificação mais pessoais e irrepetíveis – caso da biometria, por exemplo.


4- Controle de ponto e assiduidade


Eis uma relação diretamente proporcional: quanto mais transparente e seguro é o método de controle de ponto de uma empresa, maior o percentual de assiduidade entre seus colaboradores.

Quando o trabalhador percebe que a firma leva a sério o cumprimento do expediente regular, tende a se relacionar de uma maneira mais profissional e menos flexível com a gestão de seus horários pessoais.

E, de novo, não o faz por medo do monitoramento, mas porque sabe que isso é importante para ele também no final do mês.


5- Gestão profissional dos turnos e das divisões do trabalho



O controle de ponto fornece dados riquíssimos para o gestor pensar no futuro da sua empresa e até em melhorias que transcendem o ambiente da firma.

Muitos funcionários estão chegando atrasados?

Talvez isso decorra de falhas no transporte público ou em outra questão não diretamente ligada à empresa, mas cuja solução possa ser intermediada junto às autoridades competentes.

Muita gente fazendo hora extra, sem produtividade?

Com o controle de jornadas, é possível propor mudanças de turnos e de postos de trabalho para colocar os profissionais mais produtivos em horários de pico de produção – por exemplo.

É possível também reduzir a quantidade de pessoas trabalhando após às 22h ou aos domingos – o que fica mais fácil quando se olha o “mapa” produzido por um robusto sistema de controle de pontos.



https://www.conectaltda.com.br/

14 visualizações0 comentário

PARCEIROS

Receba as novidades sobre os produtos. Cadastre seu e-mail.

Unidade - Caruaru

Rua Campo de Brito - 10 - Nova Caruaru - Caruaru

81 3046-.5000 | 3095.2495 

_____

Unidade Recife

Rua Jamaica - 216 - Imbiribeira - Recife

81 4141.5301

Símbolo-Conecta---color.jpg
Logotipo Conecta.png